Luana Olíveira

Blog pessoal pra compartilhar ideias e interesses

Brave – o navegador (quase) ideal

Publicado em
Translate: English | Français

Pelo que andei pesquisando, os navegadores baseados no Chromium (projeto Open Source mantido pelo Google) poderão ou não implementar as mudanças contidas no Manifest v3 que limitará os bloqueadores de anúncios.

No entanto, o Brave apesar de ser baseado no Chromium, tem uma interface diferenciada, minimalista e o mais importante: possui um bloqueador de anúncios nativo, que significa que não é necessária nenhuma extensão pra obter uma navegação mais limpa e rápida. Com isso, o Brave se apresenta como três vezes mais rápido que o Chrome e totalmente independente das mudanças que o Google possa fazer no Chromium.

O Brave é o navegador que estou usando atualmente. Pra mim não é 100% ideal porque carrega em sua “genética” o código do Google e porque recentemente está apelando muito às criptomoedas dentro de carteiras no próprio navegador. Acho que se ele tivesse se mantido apenas com a sua criptomoeda de recompensas (BAT) seria mais feliz. No entanto, achei forçado querer focar nesse recurso que consome desempenho e é desnecessário pra muitos usuários como eu.

Mas tirando isso, creio que o Brave seja uma boa escolha nesse momento tão crítico de mudanças no qual grandes navegadores querem reacender a chama da lentidão e de consumo excessivo de dados graças às famigeradas propagandas.

Em um próximo post vou compartilhar como foi a minha experiência montando ontem um servidor próprio anti-propagandas na rede local da minha casa. Aqui está o post.


Este é o meu post de número 84 do desafio #100DaysToOffload – Just. Write.