Luana

Meus gastos com assinaturas em 2021

Publicado em 30 de novembro de 2020
Translate: English | Français

Todo ano faço uma reavaliação de assinaturas de serviços e aplicativos pra ver o que realmente vale a pena continuar assinando e o que devo cancelar.

Fazendo os cálculos e análises, ano que vem não vou renovar nenhuma assinatura de streaming e isso inclui cancelar: Amazon Prime (que inclui o Prime Video), Netflix, Apple TV+ e Apple Music. Não assinei nem pretendo assinar Globo Play, Disney+ ou qualquer outra transmissão de TV por streaming. O Spotify ganhou a minha antipatia então sequer cogitei assinar esse ano e o aplicativo não está mais instalado em nenhum dispositivo meu.

Eu fazia holding de alguns domínios de internet mas esse ano resolvi deixar a maioria expirar e isso me gerou uma boa economia também. Desapeguei.

Com todos os cancelamentos de assinaturas vou ter gastos fixos anuais ainda na casa dos R$ 300. Esse continua sendo um valor fixo aceitável pra mim com gastos em produtos online.

Como vou consumir streaming em 2021

Eu decidi que ao invés de fazer assinatura anual, vou ficar sempre de olho no catálogo de lançamentos de séries e filmes originais que possam me interessar e a cada trimestre ou mais eu assino apenas por um mês pra assistir tudo de uma vez e em seguida cancelo. Isso vai gerar um gasto variável de não mais que R$ 150/ano.

Quanto a música, vou retornar ao bom e velho mp3 ao invés do streaming. Isso vai me fazer garimpar novamente por novas músicas e artistas ao invés de ser guiada pelos famigerados algoritmos. Em 2009 eu criei um projeto muito bacana que me fez conhecer muita coisa legal, era a minha Coleta Mensal em que eu compartilhava todo mês uma coletânea das músicas que mais ouvi durante o mês. Retornar com esse projeto faz parte dos meus planos pra 2021, então vamos ver no que vai dar.

Quanto as assinaturas de aplicativos, substituí versões pagas por alternativas mais econômicas ou de pagamento único. Mas os meus gastos com aplicativos e serviços online foram muito pequenos perto do enorme gasto que seria com streaming. Por isso vejo no streaming e nas assinaturas em geral um gargalo ou uma bolha que poderá estourar a qualquer momento, pois sinto que como eu muitas pessoas estão saturadas de tantas assinaturas e vão acabar encontrando outras soluções. Associe a isso uma crise mundial e faz ainda mais sentido tudo o que estou pensando.


Este é o meu post de número 60 do desafio #100DaysToOffload – Just. Write.