Luana Olíveira

Blog pessoal pra compartilhar ideias e interesses

O efeito negativo da descentralização no streaming

Publicado em
Translate: English | Français

Enquanto a Netflix no início manteve as grandes produtoras de filmes e séries no catálogo foi um sucesso. Podíamos consumir todo o conteúdo em um só lugar e isso era muito econômico e vantajoso pros consumidores.

Mas o sucesso trouxe uma consequência previsivelmente negativa: as produtoras cresceram o olho no potencial e resolveram criar suas próprias plataformas de streaming: Disney+, HBO Go, etc. Fora que com o surgimento da Amazon Prime Video, por exemplo, várias produtoras foram fechando contratos milionários de exclusividade e assim os conteúdos foram se espalhando por várias plataformas e assinaturas dentro de assinaturas.

Resultado: consumidores confusos entre uma ou outra plataforma e outros perdidos em gastos com tantas assinaturas!

Hoje li o artigo “Is torrenting dead?” em que foi traçada uma linha do tempo sobre o compartilhamento de arquivos P2P através do torrent. Houve de fato uma diminuição da pirataria nos primórdios da Netflix e um novo crescimento de uns tempos pra cá.

Recentemente a Amazon assinou patente para identificar pirataria do seu conteúdo Prime Video mas sinceramente sabemos que os hackers estão sempre prontos pra quebrar qualquer tipo de restrição.

E na minha análise, isso se deve justamente à descentralização. O consumidor médio não consegue pagar todas as assinaturas disponíveis pra consumir os conteúdos que deseja e volta ao torrent como alternativa.

Simples assim.


Este é o meu post de número 75 do desafio #100DaysToOffload – Just. Write.



Tags: ,