Luana

Remember The Milk, lembra?

Publicado em 21 de julho de 2021
Translate: English | Français

Era 2007 e eu ganhava o meu primeiro smartphone – um Nokia N95. E nesse ano começava a moda dos gerenciadores de tarefas pra aplicar o GTD (Getting Things Done) e toda a onda de produtividade. Eu li o GTD, gostei na época mas foi com o ZTD (Zen To Done) que eu consegui me animar e realmente fazer as coisas acontecerem. Aliás, se quiser baixar o PDF gratuito do ZTD em português, clique aqui.

Mas voltando aos gerenciadores de tarefas. Testei muita coisa de lá pra cá, fiquei um tempo sem usar app e andei apenas com papel e caneta, depois usei apenas apps nativos do iPhone e com o tempo fui deixando de lado toda a pressão pela produtividade e a gamificação que veio de bônus com toda essa onda.

O blog mais útil que eu seguia fielmente e amava o conteúdo era o Efetividade.net do Augusto Campos. Infelizmente o site não é atualizado desde 2016 mas creio que o Augusto conseguiu fazer um excelente trabalho atemporal por lá e vários assuntos foram esgotados pela precisão e utilidade das dicas, então se você procura um conteúdo impecável pra ser mais produtivo sem neurose, o Efetividade.net é o lugar certo.

Pois bem, após ficar um longo tempo sem usar apps de tarefas, de uns meses pra cá resolvi procurar de novo o Remember The Milk (RTM), que foi o primeiro serviço que usei pra aplicar o ZTD e funcionou muito bem pra mim. Como passei por diversos apps de tarefas com dezenas de recursos mirabolantes, retornar ao RTM foi muito satisfatório pra mim. Ele continua rápido, enxuto e me faz querer resolver o que eu preciso. É divertido de tão ridiculamente simples! Foi então que mês passado fiz a assinatura anual porque mesmo podendo usá-lo tranquilamente com as opções gratuitas, eu fiquei muito feliz de ver que apesar do tempo que se passou e de tantos concorrentes, o RTM se manteve firme, forte e leal ao seu propósito de ser simples e direto.

Deixo como recomendação a quem não conhece o serviço e, para aqueles que usaram no passado e gostaram, acho que vale a pena testar novamente, se divertir e curtir a nostalgia.