Luana

Você define o seu cliente

Publicado em 27 de julho de 2021
Translate: English | Français

Não é de hoje que percebo na internet um fenômeno desagradável no qual uma pessoa que vende algo online primeiramente coloca a auto-estima do leitor lá embaixo, pré-julgando atitudes, comportamentos, pensamentos e etc… pra depois mostrar de maneira nada humilde que possui a chave que abre todas as portas – ainda que não seja exatamente verdade.

Quando você escreve algo pra vender um produto, a última coisa que você deve fazer é subestimar o seu leitor. Você não sabe da história de vida dele, das experiências ou dos traumas, não é mesmo?

Eu não sei onde o marketing online vai parar mas o que sei e sinto é que está cada vez mais patético e desanimador. São fórmulas antipáticas que na minha opinião afastam o cliente de qualidade.

Afinal, se ao anunciar você já define o seu cliente como incapaz, tapado e inerte, significa que se eu quiser o seu produto então me encaixo nessa definição? Ninguém gosta de ser subestimado.

Eu pessoalmente prefiro não tentar convencer ninguém e muito menos ser dona da verdade. Mas deixo um conselho aqui: apenas tenha cuidado com o público que você está atraindo ou deixando de atrair pelo mau uso das palavras.